Carregando...
PUBLICIDADE

Pr. Silas recebe carta de integrantes do PT e responde

No programa Vitória em Cristo exibido no dia 11 de setembro deste ano, o pastor Silas Malafaia sugeriu que os telespectadores assistissem ao vídeo do Pr. Paschoal Piragine (http://www.youtube.com/watch?v=ILwU5GhY9MI) sobre as eleições 2010. Nele, Piragine criticou o PT e pediu aos internautas para não votarem em nenhum candidato do partido.

A repercussão foi tão grande que, até o fim da tarde desta sexta-feira (17/09), o vídeo postado no youtube já havia sido assistido por mais de 1,6 milhão de pessoas. O fato motivou integrantes do Partido dos Trabalhadores a enviarem uma carta ao pastor Silas Malafaia, alegando: "Não é verdade que deputados do PT foram expulsos por se manifestarem contra o aborto. É verdade que eles tiveram conflitos com movimentos de mulheres sobre questões relacionadas ao aborto, mas não houve expulsão."

Em resposta, o pastor Silas Malafaia saiu em defesa do vídeo e afirmou em carta enviada aos integrantes do PT: "Espero que, se Dilma ganhar, vocês que são cristãos não fiquem envergonhados, e não se calem diante de coisas que virão por aí, e que só o tempo poderá nos mostrar."

Leia abaixo, na íntegra, a carta enviada pelo PT e, em seguida, a resposta do pastor Silas Malafaia:

CARTA ENVIADA POR INTEGRANTES DO PT

“Prezado Pr. Silas Malafaia

Graça e Paz!

Somos evangélicos e tomamos conhecimento da Vossa orientação no programa exibido em 11/09/2010, para que os expectadores assistissem ao vídeo do Pr. Paschoal Piragine, que pede aos cristãos não votar nos candidatos do Partido dos Trabalhadores do qual fazemos parte.

O Pr. Paschoal Piragine é bastante conhecido e o temos como uma pessoa íntegra que esteja considerando que as informações que possui contra o PT sejam realmente verdadeiras. Entretanto, trata-se de afirmações que não correspondem com a realidade.

Diante do conteúdo vídeo, gostaríamos de esclarecer que:

Não é verdade que um parlamentar do PT não pode descumprir uma deliberação coletiva do partido por uma questão religiosa ou de foro íntimo. Veja o que diz o inciso XV do art 13 do estatuto do PT:

“Art. 13. São direitos do filiado:
XV – excepcionalmente, ser dispensado do cumprimento de decisão coletiva, diante de
graves objeções de natureza ética, filosófica ou religiosa, ou de foro íntimo, por decisão da
Comissão Executiva do Diretório correspondente, ou, no caso de parlamentar, por decisão
conjunta com a respectiva bancada, precedida de debate amplo e público.”

Não é verdade que deputados do PT foram expulsos por se manifestarem contra o aborto. É verdade que eles tiveram conflitos com movimentos de mulheres sobre questões relacionadas ao aborto, mas não houve expulsão. Em função desses problemas eles foram punidos pelo PT, o que os levou a mudarem de partido.

Não é verdade que o PT possui uma orientação pela legalização do aborto. Em seu IV Congresso, o PT modificou a resolução que falava de aborto e estabeleceu para o atual programa de governo da Dilma o seguinte texto: “Promover a saúde da mulher, os direitos sexuais e direitos reprodutivos: O Estado brasileiro reafirmará o direito das mulheres ao aborto nos casos já estabelecidos pela legislação vigente, dentro de um conceito de saúde pública”.

O Plano Nacional de Diretos humanos é elaborado pela sociedade por meio dos conselhos de diretos humanos com a participação do governo federal, mas não é uma novidade do governo Lula. O primeiro plano foi publicado através do Decreto número 1.904, de 13 de maio de 1996, e o segundo através do Decreto número 4.229, de 13 de maio de 2002. Em todos eles estão presentes assunto polêmicos ligados com a sexualidade. Diante disso seria um equívoco afirmar que todos os méritos e deméritos do PNDH 3 é de responsabilidade do governo Lula ou do PT.

O conteúdo apresentado no vídeo não corresponde, portanto, com a realidade do que está sendo defendido pelo PT. Podemos pegar os posicionamentos do PT e comparar com o conteúdo do vídeo e observaremos que não existe veracidade. Um exemplo bastante claro é a questão da pedofilia. Não conhecemos nenhum parlamentar, de nenhum partido político, ou algum grupo social que defenda a pedofilia. Atribuir uma acusação dessa natureza ao PT é de extrema injustiça.

Até o dia 13/09/2010 já houve mais de um milhão, duzentos e cinquenta mil acessos ao vídeo disponibilizado na internet. Diante desses fatos nos sentimos extremamente injustiçados e pedimos que os esclarecimentos fossem veiculados em seu próximo programa.

Desde já agradecemos um retorno.

Na Graça de Deus!

Gilmar Machado
Candidato a Deputado Federal – PT/MG – Igreja Batista Central de Uberlândia
Isaac Cunha
Candidato a Deputado Estadual – PT/BA – Primeira Igreja Batista
Joaquim Brito
Candidato a Vice-Governador de Ronaldo Lessa - PT/AL – Igreja Batista do Pinheiro
Walter Pinheiro
Candidato ao Senado – PT/BA – Igreja Batista da Pituba
Wasny de Roure
Candidato a Deputado Distrital – PT/DF – Igreja Batista do Lago Norte”


RESPOSTA DO PR. SILAS MALAFAIA

“Sr. Geter Borges e Candidatos do PT,

Já que vocês me enviaram um e-mail apresentando defesa do Partido dos Trabalhadores em relação às questões que o pastor Paschoal Piragine levanta, gostaria de contraditar a argumentação de vocês. Antes de fazê-lo, quero deixar bem claro que não tenho restrições pessoais ao PT ou a qualquer outro partido. Os meus questionamentos têm a ver com os princípios que defendo, independente de partidos políticos. Esclareço também que sou amigo pessoal de Walter Pinheiro. Em duas eleições passadas, eu o ajudei. Já o citei várias vezes em meu programa de TV como exemplo de cristão na política. Ele tem a liberdade de usar a minha imagem na sua campanha, o que permito de maneira muito restrita a pouquíssimos candidatos.

Vamos aos fatos:

1. O deputado que saiu do PT, saiu por ter posição cristã contrária aos princípios do partido. E se não saísse, seria expulso.
2. O PT está na vanguarda da defesa do aborto e da PL 122. Estes são fatos reais, verdadeiros. Inclusive, no último dia antes do recesso parlamentar no senado no ano de 2009, se não fossem os senadores Magno Malta e Demóstenes Torres, a líder do PT teria aprovado na calada da noite, por voto de liderança, a PL 122. Isto é uma vergonha, e vocês querem que a liderança evangélica fique quieta!
3. O PNDH3 foi enviado ao congresso pelo Sr. Presidente da República no dia 21/12/2009, e a vergonha é que, nesse documento, em vários pontos, só houve recuo em alguma coisa devido à pressão violenta da igreja católica. O PNDH3, sim senhor, é responsabilidade do governo Lula e do PT.
4. Lamento dizer, mas a verdade absoluta é que os princípios cristãos são inegociáveis para nós. Quanto a isto, o PT está do outro lado. Quero ser franco e honesto: eu só não entrei de cabeça na campanha do Serra, porque também não vi nele garantias de respeito a esses princípios. Nas duas vezes em que fui convidado para participar de audiências públicas pela Comissão de Constituição e Justiça, na primeira vez, que foi sobre a questão do aborto, os deputados que estavam defendendo a legalização do mesmo, eram do PT. Na segunda vez, no Estatuto das Famílias, os deputados do PT estavam defendendo a inclusão dos homossexuais a fim de beneficiá-los na adoção de crianças. Esta é a verdade nua e crua.

Espero que, se Dilma ganhar, vocês que são cristãos não fiquem envergonhados, e não se calem diante de coisas que virão por aí, e que só o tempo poderá nos mostrar. Sinceramente, honestamente, gostaria de estar equivocado em relação às posições do PT. Não ficarei triste se o tempo mostrar que estou equivocado nestas questões, porque no tempo presente, elas são a realidade dos fatos.

Um forte abraço!

Na paz de Cristo,

Silas Lima Malafaia”.

O Brasil, país conhecido em todo o mundo por sua tolerância e respeito às diferenças raciais, religiosas e étnicas, entre outras, encontra-se hoje diante de uma flagrante ameaça à liberdade de expressão e culto.

Dois projetos de lei que se propõem a evitar o preconceito, também possuem regras para silenciar e censurar a pregação da Bíblia Sagrada. E sem que a maioria da população se dê conta disso, estão seguindo o trâmite de aprovação no Congresso Nacional.

Um deles está no Senado, prestes a se tornar lei (PL 122/06) e outro com o mesmo teor está na Câmara dos Deputados (PL 6418/2005).

Em breve poderemos assistir pastores sendo presos por pregarem o Evangelho, como em muitos países da África, e pais perdendo a guarda dos filhos por transmitirem a sua convicção religiosa, como ocorre em localidades do Oriente Médio.

Casos como na China e na Coréia do Norte, onde pastores são presos por distribuírem Bíblias, podem se tornar comuns.

Crime de opinião religiosa

Uma leitura mais apurada no texto do PL 122/06 – que prevê detenção de um a três anos para quem for condenado por injúria ou intimidação ao expressar um ponto de vista moral, filosófico ou psicológico contrário ao dos homossexuais – revela que, na prática, a pregação de alguns trechos da Bíblia poderão ser criminalizados, a despeito das diferentes interpretações de correntes doutrinárias.

O PL 122/06 está prestes a ser votado pelos senadores e em seguida seguirá para a sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para se tornar lei. Confira os principais pontos do projeto aqui. O governo é favorável à criação desta nova lei e seu posicionamento está claramente expresso no programa “Brasil Sem Homofobia” (leia mais).

Um projeto ainda mais pernicioso e semelhante a este que tramita na Câmara, o PL 6418/2005, ainda prevê aumento da pena em um terço para qualquer um que fabrique, distribua ou comercialize quaisquer pontos de vista contra homossexuais, sejam impressos ou verbais.

No caso de materiais impressos, a nova lei prevê o confisco e a destruição dos mesmos, o que expõe a Bíblia Sagrada ao risco de ser recolhida e destruída pelas autoridades brasileiras. No caso de transmissões televisivas ou radiofônicas, a lei prevê a suspensão delas.

Perseguição aos ofertantes

A ameaça torna-se ainda mais gritante ao atingir os próprios crentes brasileiros, que são os principais financiadores de missões, igrejas e programas nos meios de comunicação de massa que se propõem a pregar o Evangelho de Cristo.

Isso porque, pelo que está previsto no PL 6418/2005, quem financia, patrocina ou presta assistência a qualquer um que “transgredir essa lei”, ou seja, que pregar qualquer ponto que desagrade a um homossexual, poderá ser condenado a uma pena de dois a cinco anos de prisão.

Como cristãos, ou seja, como defensores do amor ao próximo pregado por Jesus Cristo, não aceitamos que qualquer pessoa, seja homossexual ou não, sofra atos de violência, seja proibida de permanecer em locais públicos ou tenha seus direitos civis violados – pontos que estão servindo de justificativa para os que defendem tais projetos.

Só não podemos permitir a invasão de um direito assegurado na Constituição Federal de 1988, no artigo 5º, inciso VI: “É inviolável a liberdade de consciência e de crença”.

Por isso, diante desta séria ameaça aos direitos religiosos de todos nós, cidadãos cristãos, principalmente aos evangélicos, cresce a demanda por uma intensa mobilização por parte de todos aqueles que, independentemente de aprovarem ou não a conduta homossexual, desejam garantir o direito de livre expressão de suas opiniões e convicções, sejam elas contrárias ou não ao homossexualismo.

Esta mobilização, além de ser expressa em orações e jejuns, deve ser acompanhada de uma dinâmica prática, sob diferentes formas, tais como:

 1.       Envie seu protesto para os senadores e deputados envolvidos na aprovação destas Leis... (veja listagem de alguns deles aqui) por meio de cartas, telefonemas, fax e emails;

 2.       Participe de abaixo-assinados que expressem o descontentamento com estes projetos de lei e assegure que eles sejam entregues às autoridades;

 3.       Entre em contato com o parlamentar em quem votou e chame a atenção dele à questão;

 4.       Repasse estas informações sobre a ameaça que estas leis trarão à liberdade de expressão e culto no Brasil a TODOS os seus conhecidos. Utilize seu mailing pessoal e os meios de comunicação de sua igreja.

Nossa tão propagandeada liberdade religiosa pode estar com os dias contados.

E não é apenas o cristianismo que está correndo o risco de ser censurado. O islamismo e o judaísmo também, pois todas tratam do assunto em seus livros sagrados.

Portanto, o que está em questão não é o homossexualismo em si e sim a criação de um crime de expressão e opinião religiosa.

Missão Portas Abertas

Vote Contra essas Leis!

(PL 122/06) e outro com o mesmo teor está na Câmara dos Deputados (PL 6418/2005).

Gente o caso é muito sério, e nós não devemos nos acomodar e achar que a responsabilidade é somente dos líderes cristãos e políticos!

Você conhece essa Lei?
Se ela for aprovada, os homossexuais serão intocáveis, e sendo assim, não poderá mais ser pregado contra essa prática, porque se eles se sentirem ofendidos quando for pregada a Bíblia sobre esse assunto, eles podem acusar a Igreja de homofobia(repulsa ou preconceito contra o homossexualismo ou homossexuais).
E isso é só um exemplo.
(Nota: Nós não pregamos contra OS HOMOSSEXUAIS, mas contra a PRÁTICA HOMOSSEXUAL. Amamos o pecador, mas não o pecado).
Vote contra essa Lei.
Como?
Como cidadãos brasileiros podemos reinvindicar nossos direitos, mande e-mails para os senadores do SEU ESTADO.
Entre no site: www.senado.gov.br, no lado esquerdo da tela em azul, na opção SENADORES, depois na opção UF, aparecerá o nome de cada senador em seus estados respectivos, clique no nome do senador do seu estado pegue o e-mail dele, e mande a seguinte mensagem:

Exumo Senhor Senador, vote contra a Lei Pl122
Assinado: Cidadão Brasileiro.
Mande um e-mail para cada um dos três senadores do SEU estado.
Você pode até pensar que isso não possa adiantar, mais creia, pois Deus pode mover o coração dos senadores através do meu e do seu e-mail.
Que Deus possa tocar o teu coração para fazer isso, sei que você pode até não fazer porque eu disse, mais por amor ao Evangelho de Jesus, faça a sua parte orando, e mandando esse e-mail.
"Pois nada podemos contra a verdade, senão em favor da verdade".
2 Corintios 13:8
Que Deus te abençoe e te use em nome de Jesus, para a glória de Deus.
 


BOMBA: MOVIMENTO NÃO VOTE EM DILMA E NO PT!!!





Repassando:
Daniel mastral era um satanista, uma vez que se converteu e recebeu um
chamado do Senhor para escrever um livro, "filho do fogo" e
"Guerreiros da luz", seus livros revelam para a igreja de Cristo como
o inferno e os adoradores de lucifer trabalham para preparar o mundo
para a vinda do anticristo, seus livros também levam a igreja a ter
comunhão com Deus e se preparar para a guerra.

Daniel em seu ultimo livro "guerreiros da luz vol. 2" conta de uma
revelação que teve a respeito do seu pai biológico, que em seu livro
chama-o pelo nome de Marlon, e era seu líder e treinador na irmandade.
Marlon tinha como seu guia o Leviathan, o dragão do mar ( apocalipse
13). Ele era o unico capaz de receber a canonização (encorporação)
completa desse demônio.

Daniel mastral e isabela mastral, sua esposa, por muito tempo
mantiveram suas identidades e vidas em segredo, por medo, porém hoje,
depositaram sua confiança total no Senhor. Hoje ja aparecem em publico
e muitos segredos ja foram revelados. Para conhecerem melhor esse
casal abençoado visitem sua página na net
www.danielmastral.com.br

Daniel (Marcelo Ferreira) e Isabela mastral (Cyntia gonçalves) em seu
livro foram acompanhados por uma pastora chamada Grace. Que dava
treinamento de guerra espiritual, ministrava cura e intercedia por
eles. Grace era a cobertura espiritual deles. Hj sabe-se que Grace é
na verdade a Neuza Itioka. Mas a revelação maior é a respeito do pai
de Daniel, o Marlon, que hoje sabe-se que é

Michel TEMER (presidente do partido do PMDB, deputado federal)
e que hoje concorre a vice presidencia ao lado da Dilma.

Michel temer é marlon, um dos maiores lideres do satanismo aqui no
brasil,(ATENÇÃO GENTE NÃO É FICÇÃO NÃO! É REALIDADE, MICHEL TEMER É
SATANISTA,E TEM UM ALVO: O PODER QUE A PRESIDENCIA LHE GARANTE,UMA VEZ
NO PODER, DILMA SERÁ SIMPLESMENTE ANIQUILADA PELAS TREVAS,E OS
SATANISTAS ASSUMEM O PODER).

PROCURE COM ALGUÉM, ESTES DOIS LIVROS, E LEIA VOCE VERÁ OS PERSONAGENS
ALI CITADOS, HOJE PRECISAMOS ORAR PELO PR.DANIEL MASTRAL, SUA ESPOSA
ISABELA, E PR.NELZA ITIOKA,POIS CORREM PERIGO!!

E DE FORMA SURPRENDENTE, DEUS TODO PODEROSO, COLOCA UMA MULHER "FRÁGIL"
AO LADO DESTA DUPLA INFERNAL, PARA CONCORRER COM ELES, A SENADORA MARINA
SILVA, ASSEMBLÉIANA, NÃO NEGA SUA FÉ EM JESUS CRISTO , E ESTÁ ALI DIANTE
DO BRASIL, SIMPLESMENTE COMO UMA CONCORRENTE SEM ESPERANÇA ALGUMA...
(SERÁ???)

ESTAS INFORMAÇÕES ACIMA ESTÃO CIRCULANDO A MAIS DE 4 ANOS,DANIEL
MASTRAL, COM MUITA CAUTELA, DE FORMA SUBLIMINAR VEM AVISANDO EM SEUS
LIVROS , MICHEL TEMER...DO NADA(?)...SEM GRANDES PROJETOS,GRANDES
FEITOS PELA NAÇÃO, CHEGA AO PÓDIO E ESTA PRONTO PARA ASSUMIR...COM TODO
APOIO DO PAI !!!LU...LU..LU...(O ILUMINADO LULA!!)

CNBB pede que fiéis não votem em Dilma
Publicada em 21/07/2010 às 20h31m

RIO - A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou uma
carta na última segunda-feira na qual pede que os fiéis não votem na
candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff.
Leia a carta na íntegra:

“Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. Com esta frase
Jesus definiu bem a autonomia e o respeito, que deve haver entre a
política (César) e a religião (Deus).
Por isto a Igreja não se
posiciona nem faz campanha a favor de nenhum partido ou candidato, mas
faz parte da sua missão zelar para que o que é de "Deus" não seja
manipulado ou usurpado por "César" e vice-versa.
“Quando acontece essa usurpação ou manipulação é dever da Igreja
intervir convidando a não votar em partido ou candidato que torne
perigosa a liberdade religiosa e de consciência ou desrespeito à vida
humana e aos valores da família, pois tudo isso é de Deus e não de
César.
Vice-versa extrapola da missão da Igreja querer dominar ou
substituir-se ao estado, pois neste caso ela estaria usurpando o que é
de César e não de Deus.

“Na atual conjuntura política o Partido dos Trabalhadores (PT) através
de seu IIIº e IVº Congressos Nacionais (2007 e 2010 respectivamente),
ratificando o 3º Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3) através da
punição dos deputados Luiz Bassuma e Henrique Afonso, por serem
defensores da vida, se posicionou pública e abertamente a favor da
legalização do aborto, contra os valores da família e contra a
liberdade de consciência.

“Na condição de Bispo Diocesano, como responsável pela defesa da fé,
da moral e dos princípios fundamentais da lei natural que - por serem
naturais procedem do próprio Deus e por isso atingem a todos os homens
-, denunciamos e condenamos como contrárias às leis de Deus todas as
formas de atentado contra a vida, dom de Deus,como o suicídio, o
homicídio assim como o aborto pelo qual, criminosa e covardemente,
tira-se a vida de um ser humano, completamente incapaz de se defender.

A liberação do aborto que vem sendo discutida e aprovada por alguns
políticos não pode ser aceita por quem se diz cristão ou católico. Já
afirmamos muitas vezes e agora repetimos: não temos partido político,
mas não podemos deixar de condenar a legalização do aborto. (confira-
se Ex. 20,13; Mt 5,21).

“Isto posto, recomendamos a todos verdadeiros cristãos e verdadeiros
católicos a que não dêem seu voto à Senhora Dilma Rousseff e demais
candidatos que aprovam tais "liberações", independentemente do partido
a que pertençam.
Dom Luiz Gonzaga Bergonzini"


ORE COM SUA IGREJA POR ESTE PROCESSO ELEITORAL..

POIS SERÁ UM DOS PIORES DA HISTÓRIA DO BRASIL...

TIRADENTES...

TANCREDO NEVES... ESTES SERÃO MATERNAL.. PERTO DESTE QUE VEM AI, PROCESSO
ELEITORAL!!

Isso é muito sério

Repasse para todos seus amigos...

Centro Evangélico Brasileiro - Informa à todas as Igrejas Evangélicas
e ao povo de Deus sobre as Leis que Tramitam em Brasília.

E disse Jesus: 'Mas olhai por vós mesmos, porque vos entregarão aos
concílios e às sinagogas; e sereis açoitados, e sereis apresentados
perante presidentes e reis, por amor de mim, para lhes servir de
testemunho. E sereis odiados por todos por amor do meu nome; mas quem
perseverar até ao fim, esse será salvo.' - (Marcos 13:9 e 13)

Fica proibido fazer:

· Cultos ou evangelismo na rua (Reforma Constitucional)

· Programas evangélicos na televisão por mais de uma hora por dia.

· Programa de rádio ou televisão, quem não possuir faculdade de
'jornalismo'.

· Pregar sobre dízimos e ofertas, havendo reclamações, obreiros serão
presos.

Quanto aos cultos:

· Cultos somente com portas fechadas (Reforma Constitucional)

· As igrejas serão obrigadas a pagarem impostos sobre dízimos, ofertas
e contribuições.

· Será considerado crime pregar sobre espiritismo, feitiçaria e
idolatria, e também veicular mensagem no rádio, televisão, jornais e
internet, sobre essas práticas contrárias a Palavra de Deus.

· Pastores que forem presos por pregar sobre práticas condenadas pela
Bíblia Sagrada (homossexualismo, idolatria e espiritismo), não terão
direito a se defender por meio de ação judicial.

Se estabeleça:

· O dia do “Orgulho Gay” e que seja oficializado em todas as cidades
brasileiras e comemorado nas Instituições de Ensino Fundamental
(primeira a 8.a série), público e particular.

· Que as Igrejas que se negarem a realização das solenidades dos
casamentos de homem com homem e de mulher com mulher, estarão fazendo
“discriminação”, seja multadas e seus pastores processados
criminalmente por descriminação e desobediência civil.

Projeto nº 4.720/03 - Altera a legislação constitucional

Projeto nº 3.331/04 – Altera o artigo 12 da Lei nº 9.250/95, que trata
da legislação do imposto de renda das 'pessoas físicas'
Se convertidos em Lei, os dois projetos obrigariam as igrejas a
recolherem impostos sobre dízimos, ofertas e contribuições.

1. Projeto nº 299/99 – Altera o código brasileiro de telecomunicações
(Lei 4.117/62).
Se aprovado, reduziria programas evangélicos no rádio e televisão a
apenas uma hora.

2. Projeto nº 6.398/05 – Regulamenta a profissão de Jornalista
Contém artigos que estabelecem que só poderão fazer programas de rádio
e televisão, pessoas com formação em JORNALISMO, Significa que
pastores sem a formação em jornalismo não poderão fazer programas
através desses meios.

3. Projeto nº 1.154/03 – Proíbe veiculação de programas em que o teor
seja considerado preconceito religioso.
Se aprovado, será considerado crime pregar sobre idolatria, feitiçaria
e rituais satânicos. Será proibido que mensagens sobre essas práticas
sejam veiculadas no rádio, televisão, jornais e internet. A verdade
sobre esses atos contrários a Palavra de Deus, não poderá mais ser
mostrada.

4. Projeto nº 952/03 – Estabelece que é crime atos religiosos que
possam ser considerados abusivos a boa-fé das pessoas.
Convertido em Lei, pelo número de reclamações, pastores serão
considerados 'criminosos' por pregarem sobre dízimos e ofertas.

5. Projeto nº 4.270/04[/b] – Determina que comentários feitos contra
ações praticadas por grupos religiosos possam ser passíveis de ação
civil.
Se convertido em Lei, as Igrejas Evangélicas ficariam proibidas de
pregar sobre práticas condenadas pela Bíblia Sagrada, como
espiritismo, feitiçaria, idolatria e outras. Se o fizerem, não terão
direito a se defender por meio de ação judicial.

6. Projeto de nº 216/04[/b] – Torna inelegível a função religiosa com
a governamental.
Significa que todo pastor ou líder religioso lançado a candidaturas
para qualquer cargo político, não poderá de forma alguma exercer
trabalhos na igreja.

Não se deixe enganar a Grande Tribulação está a nossa porta. Faça a
sua parte comunique estes fatos aos seus irmãos em Cristo. “Sê fiel
até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.” (Ap. 2:10.)
Divulguem! Passe para igrejas que vocês conhecem, para que todos
estejam cientes:

- Os sábios não devem colocar os injustos para governar sobre si.

Que o Senhor tenha misericórdia de nós para não perdermos nossos
direitos de proclamarmos a Palavra de Deus!

Pra mim o viver é Cristo, e a morte é Lucro (Rede Estilo Livre)

O meu Deus é Deus do Impossível

Quer pedir música, oração ou anunciar conosco?

Deixe o seu nome, seu melhor e-mail e sua mensagem no formulário logo abaixo.

Confirme que você não é um robô.